Notícias

Confira as principais informações do setor

Com quebra na safra de trigo, Brasil pode elevar importação em 2017

SÃO PAULO (Reuters) - Com problemas climáticos no Paraná, principal Estado produtor de trigo do Brasil, a oferta do cereal do país neste ano deve ser menor que o esperado, levando a um possível aumento da importação ante 2016, avaliou a Associação Brasileira da Indústria de Trigo (Abitrigo) nesta quinta-feira.

Até o momento, segundo previsões do Ministério da Agricultura, a previsão é de que o Brasil importe volumes historicamente elevados de 7 milhões de toneladas em 2017, mas ainda assim seria ligeiramente abaixo de 2016.

O Brasil é um dos maiores importadores globais de trigo, realizando a maior parte das compras na Argentina.

“Tiveram chuvas no Paraná, houve uma queda na produtividade, então é possível que a safra disponível este ano seja menor do que o ano passado”, disse a jornalistas o presidente da Abitrigo, Rubens Barbosa.

Barbosa admitiu que a safra menor pode elevar as importações, mas disse não ter números que confirmem isso ainda.

Antes das chuvas em meados de agosto, o trigo do Paraná havia sofrido com geadas e uma seca prolongada, reduzindo a produção para 2,6 milhões de toneladas, ante aproximadamente 3,5 milhões no ano passado, de acordo com os últimos dados do governo do Estado.

Com essa perda no Paraná --a safra estadual vai representar 50 por cento da produção nacional em 2017--, a importação do cereal pelo Brasil poderia manter a tendência registrada no acumulado do ano.

Continue lendo.

Fonte: Reuters BR