Notícias

Confira as principais informações do setor

Moinho Globo investe R$ 100 milhões em nova planta no Paraná

O Moinho Globo, sediado em Sertanópolis, no Paraná, acaba de inaugurar uma nova unidade industrial,  com capacidade de 600 toneladas/dia em duas linhas de moagem. Com essa ampliação, a empresa totaliza agora  uma capacidade diária de produção 1050 toneladas, estando entre os três maiores moinhos do Estado.

A solenidade oficial de inauguração aconteceu no dia 28 de abril - data próxima do aniversário de 63 anos de fundação da empresa, celebrado em 30 de abril -  e contou com a presença do governador do Paraná, Beto Richa, de autoridades locais, fornecedores, clientes e empresários do setor moageiro, que puderam também conhecer a nova indústria em visitas técnicas.

Segundo o presidente do Moinho Globo, Giancarlo Venturelli, o investimento na nova planta é de aproximadamente R$ 100 milhões,  incluindo recursos próprios e financiados via Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A área construída é de 25 mil m2 e a área do terreno totaliza 120 mil m2.

“Temos aqui um dos mais modernos diagramas de moagem do Brasil, com equipamentos novos, todos da marca suíça Bühler – referência mundial em maquinário para o setor. Este não é um moinho padrão. Trata-se um projeto específico para nossa demanda”, explica  Venturelli, completando que a   unidade  já  foi dimensionada para produzir até 1000 toneladas/dia, comportando assim uma terceira linha de moagem.

A nova planta é voltada principalmente à produção de farinhas premium.  Hoje, o Moinho Globo soma cerca de 150 produtos, sob as marcas Globo e Famiglia Venturelli, nas linhas de varejo e institucional, esta última atendendo padarias, confeitarias, restaurantes e indústria de transformação em geral. Em 2016, o faturamento da companhia foi de R$ 200 milhões.

Tecnologia e Sustentabilidade

A nova unidade do Moinho Globo traz vários diferenciais em tecnologia e sustentabilidade. É uma  planta com alto nível de automação e todas as operações de moagem, limpeza de trigo, envases e receitas de produção são controladas pelo software Wincos, da Bühler , diretamente da sala de comando dos moleiros. Giancarlo Venturelli faz questão de lembrar que a mesma equipe de moleiros que operava manualmente o moinho atual, localizado no centro da cidade, foi treinada e está agora na sala de controle do novo moinho. “Nosso pessoal estudou, viajou e está plenamente capacitado para lidar com toda a tecnologia que temos aqui”, frisa o presidente.

Com foco na segurança alimentar, a empresa implantou separadores magnéticos , plansifters de controle , desinfestadores de farinhas e detectores de metais. Todas as  tubulações dos moinhos  são em aço inox , polidas por dentro e por fora , importadas da Turquia, o que garante  mais segurança e facilidade de limpeza.

“Vale destaque também a exclusiva tecnologia Sortex  da Bühler –  uma selecionadora óptica que exclui grãos de cores não uniformes, melhorando a qualidade da farinha”, acrescenta Venturelli. 

Todas as linhas de envase  têm sistemas integrados  de ordem de produção e rastreabilidade. A capacidade de armazenamento de produto acabado é de quatro mil toneladas, podendo chegar a oito mil com o sistema de paletização. 

Com a iluminação toda em LED, a empresa estima uma economia de energia de cerca de 20%. Venturelli também  frisa a utilização do máximo possível de luz natural, a captação da água da chuva para vários usos  (o reservatório tem capacidade para 300 mil litros) e aquecimento solar para água nos vestiários. “É uma indústria moderna e sustentável, propiciando ganhos de produtividade e redução de custos e ótimo ambiente de trabalho”, cita.

Também foi construída uma área de apoio ao caminhoneiro, com estrutura com sala para descanso e  banheiros com ducha.   Está em construção, já em fase final, a padaria e a cozinha experimental.

Sobre o Moinho Globo

Fundado em 1954, o Moinho Globo é uma tradicional empresa paranaense, com sede administrativa e parque industrial localizados no município de Sertanópolis, no norte do Estado, a 45 km de Londrina. Comercializa seus produtos nos estados do Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rondônia.

A indústria produz farinha de trigo e derivados do cereal sob as marcas Globo e Famiglia Venturelli em suas linhas de varejo e industrial, somando cerca de 150 produtos. Gera 230 empregos diretos e cerca de 500 indiretos.

Fonte: ABITRIGO