Notícias

Confira as principais informações do setor

Argentina aumenta estimativa de safra de trigo, aumenta área de milho e diminui de soja

O governo da Argentina elevou sua estimativa para a colheita de trigo, recém-terminada, para um nível recorde. Por outro lado, eles também alertaram sobre a perda de algumas áreas de soja por conta das inundações - embora as expectativas do mercado para a safra estejam se recuperando.

O Ministério da Agroindústria do país colocou sua estimativa para o trigo em 18,39 milhões de toneladas, 1,89 milhão de toneladas a mais do que a estimativa anterior e 7 milhões de toneladas a mais do que no ano passado - citando também resultados de pesquisa que mostram que o plantio cobriu 6,36 milhões de hectares.

A estimativa anterior era de 5,34 milhões de hectares, o que fez com que os números totais também aumentassem. Os níveis foram alcançados por conta da remoção dos impostos e dos controles de exportação sobre a safra.

Debate estatístico

Embora os argentinos tragam essa estimativa, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) vê a safra de trigo dos sul-americanos atingindo 18,6 milhões de toneladas na próxima safra. Enquanto isso, a Argentina estima 16,35 milhões de toneladas.

Por sua vez, o Conselho Internacional de Grãos (IGC) vê a estimativa para esta safra em 16 milhões de toneladas.

O Ministério da Agroindústria também elevou sua estimativa de exportações de trigo para 11,3 milhões de toneladas, 28% a mais do que no ano anterior. Por sua vez, o IGC estima esse número em 9,2 milhões de toneladas, ambos considerando o período de dezembro de 2016 a novembro de 2017.

Perdas muito significativas

Para o milho, os argentinos aumentaram para 7,30 milhões de hectares sua estimativa para o plantio em 2016/17, acrescentando que as lavouras estavam em boas condições nas principais províncias do cultivo, Córdoba e Buenos Aires.

Já na soja, o ministério cortou sua estimativa de plantio para 19,45 milhões de hectares, um mínimo de cinco anos, citando as perdas ocasionadas pelas chuvas em Santa Fe e Córdoba.

Aumento de potencial

Apesar das perdas, as chuvas também aumentaram o potencial de colheita em outras áreas, incluindo partes de Córdoba e Santa Fe que escaparam das inundações. Em Buenos Aires, a cultura está, em geral, em bom estado.

A Bolsa de Cereais de Buenos Aires, separadamente, estima em 54,8 milhões de toneladas a safra de soja do país, apesar das chuvas das últimas semanas terem causado inundações nas áreas mais baixas, ocasionando perdas.

Fonte: Portal do Agronegócio