Notícias

Confira as principais informações do setor

Governo adota medida para garantir preço mínimo ao produtor de trigo

Está tramitando na área econômica do governo federal uma medida que permite o lançamento de leilões de Prêmio Equalizador Pago ao Produtor Rural (Pepro) e Prêmio para Escoamento do Produto (Pep). O objetivo é apoiar a comercialização de trigo da safra 2016/2017 e dar incentivo ao mercado do produto.

De acordo com a Secretária de Política Agrícola do Mapa, a medida poderá garantir o preço mínimo ao produtor, que tem sofrido com cotações abaixo do preço mínimo de R$ 644,17/t ou R$ 38,65/saca para o trigo pão tipo 1. Os leilões serão realizados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Do Pepro, poderão participar produtores rurais e cooperativas. Eles deverão comprovar a venda do produto para receber a subvenção do governo federal. Do Pep participarão agentes econômicos – moinhos, comerciantes, indústrias de beneficiamento e indústrias de ração – que se dispõem a adquirir o produto pelo preço mínimo.

Uma portaria interministerial, assinada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e os Ministérios da Fazenda e Planejamento, deverá ser publicada no Diário Oficial da União para que a medida entre em vigor.

Governo adota medida para garantir preço mínimo ao produtor de trigo

Leilões realizados pela Conab reforçam apoio governamental à comercialização da safra 2016/17; momento é de crise
Canal Rural - Leia mais no link http://www.canalrural.com.br/noticias/trigo/governo-adota-medida-para-garantir-preco-minimo-produtor-trigo-64565 ou compartilhe este conteúdo através das ferramentas oferecidas na página. Os textos, fotos, vídeos e demais conteúdos do Canal Rural estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral, e não podem ser reproduzidos sem autorização prévia. Caso queira replicar algum conteúdo do Canal Rural, por favor, utilize o link original ou entre em contato (canalrural@canalrural.com.br). Siga-nos: https://www.facebook.com/canalrural, https://twitter.com/canalrural, https://instagram.com/canalrural

Fonte: Canal Rural