Notícias

Confira as principais informações do setor

Em comemoração à data, aprenda sobre os diferentes tipos de farinha

10 de novembro é o Dia do Trigo. O cereal, um dos mais cultivados no mundo, é transformado em um dos ingredientes mais utilizados nas cozinhas dos brasileiros: a farinha de trigo, que é referência quando o assunto é dar sabor, corpo e textura à pães, biscoitos, massas, bolos e tantas outras gostosuras presentes no nosso dia a dia. Mas você sabia que existem farinhas especificas para cada tipo de produto?

Todo pacote de farinha de trigo indica o grau de pureza por meio do tipo e, no Brasil, temos os tipos 1, 2 e integral. Quanto menor este número de classificação, mais limpa é a farinha e menos aditivos ela possui.

De acordo com o diretor técnico da Associação Brasileira da Indústria do Trigo (ABITRIGO), Luiz Carlos Caetano, a classificação dos tipos de farinha varia de país para país. “Dependendo da região pode-se mudar não apenas o nome do tipo, mas também o modo de produção da farinha. No Brasil, as farinhas são nomeadas pela quantidade de casca do grão do trigo misturada a ela”, explica Caetano.

Como escolher a farinha de trigo mais indicada para sua receita?

Tipo 1 ou especial: mais utilizada pelos brasileiros, é produzida a partir da moagem do miolo do grão de trigo com um mínimo de farelo da casca, contendo principalmente carboidratos (amido) e proteínas (glúten). É indicada para a preparação de massas, como macarrão, pastel, pizza e folhadas.

Tipo 1 com fermento: acrescida de fermento químico em pó e bicarbonato de sódio, ideal para as receitas de pães, bolos e confeitaria em geral.

Tipo 2: extraída da parte mais externa do grão do trigo (próxima da casca), apresenta uma coloração mais escura e amarelada, possui grãos mais grossos e absorve menor quantidade de água. Utilizada para a confecção de biscoitos com ou sem recheio e cookies.

Integral: feita a partir da moagem do grão de trigo inteiro, com alta quantidade de fibras que promove maior absorção de água – daí a necessidade de aumentar cerca de 30% a quantidade de água nas receitas à base de farinha integral. Indicada para massas mais consistentes, como pão integral e de centeio, bolos de frutas e cereais.

Para obter mais informações a respeito das farinhas que estão disponíveis nas gôndolas do mercado, vale entrar no site dos fabricantes ou em contato direto com o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) da marca.

_____________________________________

Informações para a imprensa:  

TREE COMUNICAÇÃO  

Kelly Viana
(11) 3093-3614/ 97372-5065
kelly.viana@tree.inf.br

Mariana Ortiz
(11) 3093-3618/ 97602-0399
mariana.ortiz@tree.inf.br

Fonte: Abitrigo