Notícias

Confira as principais informações do setor

Mais de 6 mil padarias estão engajadas para diminuir a fila dos transplantes

 pg3 pres assembleia deputada silvana covatti em congresso de panificadores - foto guerreiro

GUERREIRO/DIVULGAÇÃO/JC
Uma campanha de doação de órgãos foi lançada durante a Convenção Nacional da Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria - Sindipan/RS, em Gramado, em parceria com a Assembleia Legislativa, representada pela deputada Silva Covatti (direita, na foto) e pelo presidente da entidade dos panificadores, Arildo de Oliveira (centro). Serão seis mil padarias engajadas, uma rede e tanto para diminuir a fila dos transplantes.

Uber X táxi

A Uber ganha mais uma na Justiça. Liminar pleiteada pelo Sintaxi em ação contra a Uber em Porto Alegre foi indeferida sexta-feira passada pela juíza Maria Lucia Rodrigues, da 14ª Vara Cível. Segundo a magistrada, só o fato da empresa ter se antecipado à edição de normas municipais de regulação dessa atividade específica (transporte privado), não torna a sua atividade irregular.

Lavoisier, o eterno 

Dona de oficina de conserto de celulares, localizada no Centro Histórico, não vê crise no seu negócio, ao contrário. Como o vil metal está escasso, em vez de celular novo, quando ocorre algum problema, o consumidor trata é de recauchutar o modelo que tem. O "nada se cria, nada se perde, tudo se transforma" de Lavoisier vale mais que nunca. A reciclagem que o diga.

Jogando nas 11...

Durante os sucessivos planos econômicos que se sucederam nos anos 1980 até o Plano Real, era costume dizer que essa seria a última chance dos economistas. Sempre ganharam mais uma, no final de contas. Porém, o economista puro, sem jogo de cintura, sem alguma intimidade com a política como naqueles tempos, esse não tem mais vez. Ainda mais no Brasil destes tempos bicudos.

...sem dar balão

O assunto vem à baila porque a área econômica está permanentemente com nervo exposto, ainda mais com o estado em que está nosso país, acentuada pela cobrança 24 horas que a população faz em cima dos homens do governo. Como escreveu Friderich August von Hayek (1899-1992), expoente da Escola Austríaca de Economia, não é um bom economista quem for apenas um bom economista". E ainda precisa acertar o timing.

O mercado da pedra

Mesmo celulares mais caros não dão muito dinheiro para quem os furta ou rouba. No desespero para conseguir droga, boa parte dos lalaus troca o celular por drogas, especialmente crack. Um celular na casa dos R$ 2 mil e até mais, por exemplo, vale em torno de 10 pedras de crack.

Velha técnica

Um grupo de deputados da Câmara está ameaçando votar contra os projetos do governo Michel Temer caso suas indicações para o segundo e terceiro escalões não se concretizarem para ontem. Isso é chantagem no estado puro. Por essas e por outras o Brasil é, a rigor, ingovernável.

Fabricação própria

Placa de rua artesanal na Tomaz Flores com Osvaldo Aranha
Placa de rua artesanal na Tomaz Flores com Osvaldo Aranha
CARLOS SOUZA/DIVULGAÇÃO/JC
Na nota de sexta-feira passada, sobre as placas da rua Tomaz Flores confeccionadas pelos moradores ficou faltando a foto. Então, agora vai, na esquina da rua com a Osvaldo Aranha.

Miúdas

  • POR ter criticado quem se beneficiou da Lei Rouanet o apresentador Ratinho sofre boicote de cantores. 
  • TEMPOS atuais são uma mistura de intolerância com patrulhamento. Um grita mata e outro, esfola. 
  • COISA de capitalista: o governo da Coreia do Norte é dono de uma rede de 150 restaurantes. Deu no UOL. 
  • LULA considera a escolha de Dilma seu pior erro, segundo disse José Sarney em gravação. 
  • ALGUMA coisa mais a ser revelada nelas que a gente já não soubesse?

Finais

TRF4 promove dia 2/15h30min/rua Otávio Francisco Caruso da Rocha, 300, palestra do juiz federal Marcelo Cardozo da Silva sobre impactos ambientais da mineração. JÚLIO César da Silva, ex-diretor do Asilo Padre Cacique, será nome de rua no Belém Novo.

Fonte: Jornal do Comércio