Notícias

Confira as principais informações do setor

Pesquisa revela que restrição de carboidrato pode causar baixa autoestima

Uma pesquisa realizada recentemente pela Universidade Federal de Sergipe (UFS) apontou que retirar o carboidrato da alimentação pode causar baixa autoestima e trazer danos perigosos ao organismo.

Entre as dietas da moda, que prometem o corpo ideal em poucas semanas e pregam hábitos alimentares restritivos e pouco saudáveis, estão as que proíbem o carboidrato. O que muita gente não sabe é que a falta deste nutriente pode aumentar os riscos de doenças cardiovasculares, dificultar a perda de peso e mexer com a autoconfiança.

A nutricionista e consultora da Associação Brasileira da Indústria do Trigo (ABITRIGO), Vanderli Marchiori, explica que em geral o consumo de carboidratos fornece energia para o cérebro e, que desta maneira, temos maior controle emocional e mental. “A ingestão do carboidrato influencia diretamente na produção de neurotransmissores, como a serotonina. Essas substâncias são responsáveis por transmitir os impulsos nervosos para o cérebro e causam as sensações de prazer e bem-estar. A falta deste nutriente causa a redução na velocidade do metabolismo e isso pode fazer com que as percepções de realidade e do nosso corpo fiquem distorcidas e prejudiquem a autoestima, provocando também maior sensação de tristeza”, pontua Vanderli.

Por isso, é importante no dia a dia consumir de oito a 11 porções de carboidrato divididas entre as refeições. As opções são extensas, mas os principais alimentos que possuem o nutriente são: macarrão, pão, biscoitos, arroz e batata.

A nutricionista explica que só é válido retirar o carboidrato do cardápio em casos de algum tipo de doença específica, em que o consumo do nutriente pode ser fator decisivo para a piora do quadro de saúde.

Fonte: ABITRIGO