Plantio de trigo concentrou atenções do mercado em junho

02/07/2019



O mercado brasileiro de trigo encerra este mês de junho com o foco das atenções dos agentes do mercado voltadas à evolução dos trabalhos de plantio nas principais regiões produtoras do país. Além disso, os agentes avaliam as condições climáticas, tanto para a continuação dos trabalhos, como para a evolução das lavouras já implementadas.

Segundo o analista de SAFRAS & Mercado, Jonathan Pinheiro, em relação à comercialização, o cenário ainda é de liquidez bastante reduzida, dentro de uma conjuntura na qual os moinhos buscam alongar seus estoques, administrando seu ritmo de moagem, a fim de voltar a negociar em um período mais atrativo. “Por outro lado, a oferta ainda disponível no país está muito escassa e não serve de referência ao mercado, já que são pequenos lotes e normalmente negociados a preços mais atrativos”, disse.

Os preços seguem firmes na grande parte das regiões, entretanto, o viés baixista é cada vez mais forte, já avaliando o iminente ingresso da nova safra, ao longo dos próximos meses. “Com isso, estados que colhem primeiro já apresentam retração gradual das cotações, como Minas Gerais, que recuou aproximadamente 10% ao longo deste mês”, explicou.

Paraná

O Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento do Paraná, informou, em seu relatório semanal, que o plantio da safra 2018/19 do estado atinge 91% da área prevista de 1,006 milhão de hectares, que deve ficar 9% abaixo dos 1,102 milhão cultivados em 2018. Segundo o Deral, 95% das lavouras apresentam boas condições de desenvolvimento e 5% condições médias, na fase de germinação (6%), crescimento vegetativo (88%) e floração (6%).

Rio Grande do Sul

Segundo boletim semanal da Emater/RS, o plantio do trigo no Rio Grande do sul avançou 18 pontos percentuais na semana, impulsionado pela ausência de chuvas e da boa umidade no solo, alcançando 73% de uma área de 739,4 mil hectares. Apesar disso, o plantio encontra-se 5% inferior ao mesmo período do ano passado.

Argentina

O plantio do trigo para a nova safra já atinge 60,9% da área na Argentina. Os trabalhos avançaram 11,9 pontos percentuais desde a semana passada. A superfície total é estimada em 6,6 milhões de hectares, 400 mil hectares acima do ano passado e a maior área em 18 anos. Em números absolutos, foram semeados 4,02 milhão de hectares.

 

 

 


Fonte: O Presente Rural