Analistas americanos temem que trigo russo conquiste mercados antes controlados pelos EUA

06/03/2019



O Departamento de Agricultura dos EUA está preocupado que a Rússia possa ocupar a posição dominante no mercado mundial de trigo. O analista da entidade, Andrew Sowell, revelou que a quota-parte da Rússia no mercado mundial de trigo está aumentando, enquanto a dos EUA se encontra em uma posição bastante vulnerável.

O especialista observou que Moscou penetrou em mercados que antes eram controlados pelos EUA, como o da Nigéria ou o do Egito, segundo o portal Tri-State Livestock News.

Além disso, a Rússia começa a criar concorrência para os produtores norte-americanos que fornecem grãos ao México. Embora Washington continue a desempenhar um papel predominante no mercado mexicano, a Rússia conseguiu aproveitar o aumento de sua produção para oferecer preços mais baixos e superar os custos de transporte.

Os EUA estão atualmente plantando trigo no menor território dos últimos 100 anos, e a Rússia, pelo contrário, está esperando por uma nova colheita abundante.

"Embora o trigo dos EUA ainda seja competitivo, é pouco provável que a situação se mantenha no próximo ano comercial", declarou Sowell.

O especialista concluiu que os EUA tendem a reduzir sua participação no mercado de trigo, enquanto a Rússia tem uma posição estável nessa área.

Em 2018, a Rússia teve um grande crescimento de suas exportações agrícolas, tornando-se o maior exportador mundial de trigo. De janeiro a setembro de 2018, as exportações da farinha de trigo e de mescal da Rússia aumentaram 54,3% em comparação com o ano anterior.


Fonte: Sputnik News