Agronegócio lança manifesto conjunto contra sobretaxação do setor produtivo

24/01/2019



Quarenta entidades ligadas ao setor agropecuário divulgaram há pouco manifesto conjunto contra a sobretaxação do setor produtivo. A iniciativa foi reação principalmente ao projeto de lei 04/2019, em tramitação na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, que propõe mudanças na lei 7.263, criadora do Fundo de Transporte e Habitação (Fethab). Segundo a Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), que também assina o documento, alíquotas do fundo passariam a incidir sobre a produção de miúdos, carne com osso e sem osso, além dos atuais 23,5% que já incidem sobre o abate do boi. Outra reclamação do setor pecuário é de que a destinação dos recursos recolhidos deixaria de ser 100% aplicada em melhorias na logística de escoamento, para também atenderem a áreas como saúde e educação.

No documento assinado pelas 40 entidades, é mencionado que a "sobretaxação do agronegócio afeta todas as cadeias, ou seja, produtores rurais, as empresas compradoras, as agroindústrias e os exportadores, o que trará um resultado negativo a todo o País". Além disso, cita que, "como já ocorreu em alguns Estados, medidas como esta são danosas ao setor, tendo em vista a situação atual de endividamento dos produtores causada por problemas de comercialização e também com a redução da produção devido ao clima e a situações adversas".

Continue lendo em: Broadcast Agro


Fonte: Broadcast Agro