William Waack abre 25º Congresso Internacional da Indústria do Trigo e chama atenção para o nosso sistema político que é de longe o pior do mundo

25/09/2018



Evento reúne mais de 600 participantes entre autoridades, produtores, industriais e entidades ligadas ao agronegócio

Foz do Iguaçu, 25 de setembro de 2018 - O 25º Congresso Internacional da Indústria do Trigo, promovido pela Associação Brasileira da Indústria do Trigo (Abitrigo), começou oficialmente no dia 23 de setembro, em Foz do Iguaçu (PR). O embaixador Rubens Barbosa, presidente da entidade, e Marcelo Vosnika, presidente do conselho deliberativo, deram as boas-vindas às autoridades e aos mais de 600 participantes presentes.

Com o tema "O terreno que iremos semear: Economia e Política no Brasil", a palestra inaugural, do jornalista Willian Waack, abordou o cenário político nacional pré-eleições e apontou as tendências, expectativas e os impactos na economia nacional nos próximos anos.

De acordo com Waack, a fluidez e rapidez dos acontecimentos políticos no Brasil surpreendem até mesmo os jornalistas que, como ele, costumam cobrir crises. “Estamos vivendo uma catástrofe e nosso sistema político é de longe o pior do mundo.  Só vejo solução que envolva uma reforma política e o engajamento da população”, diz.

O evento começou com o painel “Semeando nosso futuro”, apresentado por Alan Costa e Arthur Igreja, co-fundadores da AAA Academy, e André Fernandes, gerente de Agronegócios e alimentos da FINEP. Os executivos discorreram sobre a importância de pensar no conceito de inovação sob o âmbito da experiência, lembrando aos congressistas que as transformações de mercado acontecem todos os dias e o que os empresários precisam estar atentos e unir os funcionários para a diferença.

De acordo com Igreja, a tecnologia não destrói mercados, como é comum pensar conforme o negócio vai avançando, mas apenas muda a forma de atuação, que se torna mais rápida ano a ano. “Toda a indústria de alimentos é absolutamente eterna.”

Na visão de Alan Costa, para que as empresas se adaptem à cultura da inovação, é preciso ter alguém que entenda de tecnologia, ter a competência necessária para fazer transformações rápidas e reunir pessoas que tragam energia e experiência de negócio.

André Fernandes finalizou o debate abordando os instrumentos para incentivo à inovação, por meio de ações governamentais e isenções fiscais.

Para mais informações sobre o congresso acesse: www.abitrigo.com.br.

Sobre a Abitrigo

A Abitrigo representa a indústria nacional de moagem de trigo, defende os interesses do setor e contribui para o fortalecimento do ambiente de negócios e de todos os elos do segmento. Desde 1990 se dedica a reestruturar e integrar a cadeia do produtiva do trigo no Brasil, estimulando as melhores práticas, compartilhando conhecimento e gerando ainda mais valor para essa atividade. Seus 45 associados respondem pelo processamento de aproximadamente 75% do trigo no Brasil.

_____________________________

Informações para a imprensa:

Kelly Viana
kelly.viana@tree.inf.br

(11) 3093-3614

Mariana Ortiz
mariana.ortiz@tree.inf.br
(11) 3093-3618

Camila Oliveira
camila.oliveira@tree.inf.br

(11) 3093-3635


Fonte: ABITRIGO